DB2 - Exemplos simples - DROP CONSTRAINT



Desenvolvido por DORNELLES Carlos Alberto - Analista de Sistemas - Brasília DF. - cad_cobol@hotmail.com

DB2 - Exemplos simples - DROP CONSTRAINT

Deletes a UNIQUE, PRIMARY KEY, FOREIGN KEY, or CHECK constraint
Exclui uma restrição UNIQUE, PRIMARY KEY, FOREIGN KEY ou CHECK

You can explicitly drop a table check constraint using the ALTER TABLE statement, or implicitly drop it as the result of a DROP TABLE statement.
Você pode eliminar explicitamente uma restrição de verificação de tabela usando a instrução ALTER TABLE ou eliminá-la implicitamente como resultado de uma instrução DROP TABLE.

About this task - Sobre esta tarefa

To drop constraints, use the ALTER TABLE statement with the DROP or DROP CONSTRAINT clauses.
This allows you to BIND and continue accessing the tables that contain the affected columns.
The name of all unique constraints on a table can be found in the SYSCAT.INDEXES system catalog view.

Para eliminar as restrições, use a instrução ALTER TABLE com as cláusulas DROP ou DROP CONSTRAINT.
Isso permite BIND e continuar acessando as tabelas que contêm as colunas afetadas.
O nome de todas as restrições exclusivas em uma tabela pode ser encontrado na exibição do catálogo do sistema SYSCAT.INDEXES.

Procedure - Procedimentos

To explicitly drop unique constraints, use the DROP UNIQUE clause of the ALTER TABLE statement.
The DROP UNIQUE clause of the ALTER TABLE statement drops the definition of the unique constraint constraint-name and all referential constraints that are dependent upon this unique constraint.
The constraint-name must identify an existing unique constraint.

Para eliminar explicitamente as restrições exclusivas, use a cláusula DROP UNIQUE da instrução ALTER TABLE.
A cláusula DROP UNIQUE da instrução ALTER TABLE elimina a definição da restrição exclusiva nome-da-restrição e todas as restrições referenciais que dependem dessa restrição exclusiva.

    ALTER TABLE table-name
          DROP UNIQUE constraint-name

Dropping this unique constraint invalidates any packages or cached dynamic SQL that used the constraint.
To drop primary key constraints, use the DROP PRIMARY KEY clause of the ALTER TABLE statement.
The DROP PRIMARY KEY clause of the ALTER TABLE statement drops the definition of the primary key and all referential constraints that are dependent upon this primary key.
The table must have a primary key.
To drop a primary key using the command line, enter:

Eliminar essa restrição exclusiva invalida qualquer pacote ou SQL dinâmico em cache que usou a restrição.
Para eliminar as restrições de chave primária, use a cláusula DROP PRIMARY KEY da instrução ALTER TABLE.
A cláusula DROP PRIMARY KEY da instrução ALTER TABLE elimina a definição da chave primária e todas as restrições referenciais que dependem dessa chave primária.
A tabela deve ter uma chave primária.
Para eliminar uma chave primária usando a linha de comando, digite:

    ALTER TABLE table-name
          DROP PRIMARY KEY 

To drop (table) check constraints, use the DROP CHECK clause of the ALTER TABLE statement.
When you drop a check constraint, all packages and cached dynamic statements with INSERT or UPDATE dependencies on the table are invalidated.
The name of all check constraints on a table can be found in the SYSCAT.CHECKS catalog view.
Before attempting to drop a table check constraint having a system-generated name, look for the name in the SYSCAT.CHECKS catalog view.

Para eliminar as restrições de verificação (de tabela), use a cláusula DROP CHECK da instrução ALTER TABLE.
Quando você elimina uma restrição de verificação, todos os pacotes e instruções dinâmicas em cache com dependências INSERT ou UPDATE na tabela são invalidados.
O nome de todas as restrições de verificação em uma tabela pode ser encontrado na exibição do catálogo SYSCAT.CHECKS.
Antes de tentar eliminar uma restrição de verificação de tabela com um nome gerado pelo sistema, procure o nome na exibição do catálogo SYSCAT.CHECKS.

The following statement drops the check constraint constraint-name.
The constraint-name must identify an existing check constraint defined on the table.
To drop a table check constraint using the command line:

A instrução a seguir elimina o nome da restrição de restrição de verificação.
O nome da restrição deve identificar uma restrição de verificação existente definida na tabela.
Para eliminar uma restrição de verificação de tabela usando a linha de comando:

    ALTER TABLE table_name
          DROP CHECK check_constraint_name

Alternatively, you can use the ALTER TABLE statement with the DROP CONSTRAINT option.
To drop foreign key (referential) constraints, use the DROP CONSTRAINT clause of the ALTER TABLE statement.
The DROP CONSTRAINT clause of the ALTER TABLE statement drops the constraint constraint-name.
The constraint-name must identify an existing foreign key constraint, primary key, or unique constraint defined on the table.
To drop foreign keys using the command line, enter:

Como alternativa, você pode usar a instrução ALTER TABLE com a opção DROP CONSTRAINT.
Para eliminar as restrições de chave estrangeira (referencial), use a cláusula DROP CONSTRAINT da instrução ALTER TABLE.
A cláusula DROP CONSTRAINT da instrução ALTER TABLE elimina a restrição nome-da-restrição.
O nome da restrição deve identificar uma restrição de chave estrangeira existente, chave primária ou restrição exclusiva definida na tabela.
Para descartar chaves estrangeiras usando a linha de comando, digite:

    ALTER TABLE table-name
          DROP FOREIGN KEY foreign_key_name

When a foreign key constraint is dropped, packages or cached dynamic statements containing the following might be marked as invalid:
Statements that insert or update the table containing the foreign key
Statements that update or delete the parent table.

Quando uma restrição de chave estrangeira é eliminada, os pacotes ou instruções dinâmicas em cache contendo o seguinte podem ser marcados como inválidos:
Instruções que inserem ou atualizam a tabela que contém a chave estrangeira
Instruções que atualizam ou excluem a tabela pai.

Examples - Exemplos

The following examples use the DROP PRIMARY KEY and DROP FOREIGN KEY clauses in the ALTER TABLE statement to drop primary keys and foreign keys on a table:
Os exemplos a seguir usam as cláusulas DROP PRIMARY KEY e DROP FOREIGN KEY na instrução ALTER TABLE para descartar chaves primárias e estrangeiras em uma tabela:

    ALTER TABLE EMP_ACT      
          DROP PRIMARY KEY      
          DROP FOREIGN KEY ACT_EMP_REF      
          DROP FOREIGN KEY ACT_PROJ_REF    
    ALTER TABLE PROJECT      
          DROP PRIMARY KEY